Falsos amigos sobre o Natal

Chegou uma das minhas épocas preferidas do ano. Estive a pensar na quantidade de falsos amigos que existem em volta desta festa. Será porque cada vez entram mais realidades modernas e a nossa língua na Galiza sofre mais esse choque.

Seja como for, noutros post explicamos algumas palavras de uso comum e tradições. Hoje vamos limitar-nos ao vocabulário que dá confusão com uma pequena compilação animada. São conceitos que podem aparecer na consoada, na troca de presentes, nas compras, nas férias…e onde normalmente a pressão do castelhano é maior.

Apresentamos um placar de cortiça com post-it, cada bilhete tem uma palavra escrita. Se carregarem mesmo no escrito podem ver o significado em língua portuguesa.

Se quiserem continuar a aprender mais, deixo-vos neste link um jogo de bingo com vocabulário natalino.

E se não me encontrarem por cá em dias…boas festas e boas entradas!

Falso amigo: vaso

Diz o Feng Shui que um ambiente cinzento, monocromático e sem nenhum tom de verde em geral parece hostil, sem graça, estranho e pode, até mesmo, fazer com que as pessoas se sintam mal. Já o oposto, ou seja, um lugar cheio de plantas, flores, vasos, fontes é capaz de deixar até o mais insensível e stressado dos seres com uma sensação boa.

Basta inserir um vaso colorido com uma bela planta viçosa e flores nos seus mais variados tons para dar força à nossa casa. Plantas e flores são seres vivos, por isso possuem energia vital (chi) e são capazes de renovar e fortalecer a energia de qualquer ambiente.

Nestes tempos temos de apostar na sustentabilidade e na reutilização de materiais. Por isso, vou colocar esta ligação, que acho muito interessante: tudo vira vaso.

Neste vídeo, podem ver o fabrico de um vaso com materiais de reciclagem também.

E agora que sabem o que é um vaso, já nunca vão fazer confusão com copo.