L’mantra no UKP Day

No ano passado já comentamos o que era isso do UKP Day em Ribadávia. As edições seguem-se neste evento que tem o ukelele como centro gravitatório e neste ano temos também uma banda portuguesa entre o programa de concertos do festival. É a vez dos L’mantra.

lmantra

Madalena Palmeirim (Nome comum) é uma das partes criativas junto do João Teotónio (Ölga e Yu John). Eles dois já estavam envolvidos noutros projetos musicais e um dia encontraram-se em casa de um amigo, começaram na sala a criar música espontaneamente com ukeleles e daí passaram-se rapidamente ao estúdio de gravação.  O nome enganou-me num início, pensei em qualquer coisa mirandesa, mas na realidade tem a ver com mantras, portanto, o disco promete oferecer composições relaxantes e melódicas que nos obrigarão a carregar no play muitas vezes. Há quem o tenha comparado com um floco de neve.

Por agora cantam em inglês, mas não há qualquer tipo de tabu relativamente ao futuro uso de outras línguas para expressar a música que trazem dentro deles.

Amanhã às 14h no Castelo de Ribadávia.

 

UKP Day: Minta & The Brook Trout

UKP Day é a culminação do Ukelele Kit Project, um projeto musical hoje transformado em festival.

O próximo 3 de junho no Castelo de Ribadávia a partir das 12h os/as que lá se achegarem poderão desfrutar de um amplo catálogo de atividades arredor do tema do ukelele: exposições, feira, workshops e concertos.

Como o ukelele não tem tradição na Galiza, isto dá total liberdade a criadores/as e organizadores/as do evento. UKP Day é uma atraente página em branco. Mas não esqueçamos que a origem do instrumento está em Portugal, na Madeira, na época em que os madeirenses começaram a emigrar ao Havaí.

E neste ano, em representação do país luso, teremos os Minta & The Brook Trout. Subirão a palco às 19h para fechar com chave de ouro este festival. Olympia é o segundo longa-duração de estúdio de Minta & The Brook Trout, e chega três anos depois da edição do primeiro álbum.
A banda, Francisca “Minta” Cortesão (voz e guitarra), Mariana Ricardo (voz, baixo e ukulele), Manuel Dordio (guitarra eléctrica e lap steel) e Nuno Pessoa (bateria e percussão) usou esse tempo para escrever as dez canções que o compõem e para, com toda a calma do mundo, encontrar a melhor maneira de as vestir.

Já começa a cheirar a verão!

Birds are indie no castelo

68fbea6d8510d0295078037933e5670d

O UKP day é um evento relacionado com o Ukelele Kit Project, exposição e ciclo de concertos que decorreu em Compostela pelo ano 2014. O evento tinha um fio comum: unir pessoas criativas em volta de um mesmo objeto físico, um ukelele “diy”.

Houve um efeito bola de neve e o evento foi crescendo. Hoje podemos dizer que o UKP day é já um mini-festival. O dia 4 do próximo mês podem dar um saltinho até o castelo medieval de Ribadávia, lá vai estar o melhor de uma feira galega (o polvo) e o melhor de um festival (atividades e bandas).

O que podem fazer? colares havaianos, um ukelele de cartão, comprar vinils e produtos gourmet …mas vamos ao ponto, podem ir lá e ouvir uma dessas bandas de Coimbra de culto: Birds Are Indie.birds-are-indie-por-Francisca-Moreira-730x480

 

Parece que as barbas chegaram para ficar, amigas. Eu já tive oportunidade de ver esta maravilha ao vivo. Não fiquem em casa esse primeiro fim de semana de junho.