António e Cleópatra de Tiago Rodrigues

Começando fevereiro temos no Gaiás o festival Escenas do Cambio, um evento que normalmente une os melhores dançarinos e performistas das duas margens. Desta feita, o diretor e escritor português Tiago Rodrigues leva a palco à dupla de  coreógrafos Sofia Dias e Vítor Roriz com o espetáculo António e Cleópatra. Já conhecíamos o Tiago de anteriores edições deste festival, por causa da sua peça By Heart.

Tiago Rodrigues reescreve em forma de performance uma das tragédias amorosas históricas mais conhecidas, a do romance entre a rainha do Egito e o general Marco António, já escrita por Shakespeare.

Depois de ter triunfado em Avignon, Tiago Rodrigues traz esta peça a Compostela hoje às 20h30 no Gaiás.

Podem ver como é que foram os ensaios.

By heart, de Tiago Rodrigues

by heart

Aprender coisas de cor é um valor bastante socrático que se perde na atualidade.

Sócrates foi um grande filósofo que trabalhava com a memória, pensava que a escrita podia aparvalhar as pessoas, porque com ela não se exercitava o cérebro. Este recordado filósofo não deixou nada escrito, não sabia ler nem escrever.

Dentro do marco da programação do Gaiás Escenas do cambio, poderemos ver amanhã a peça de Tiago Rodrigues, de Mundo Perfeito.

By heart é uma expressão anglófona que significa “de cor”, “de memória”. A expressão em inglês e português tem a mesma origem e o significado etimológico seria “aprender de coração” porque para os romanos era mesmo aí que as recordações moravam.

By heart é mais uma peça de participação pública, tal como aconteceu com outras que vinham no programa deste inverno. Dez participantes terão que decorar um soneto de Shakespeare e declamá-lo no palco. Misturando histórias da sua família com narrativas reais e ficcionais, Tiago Rodrigues recorda-nos a importância de saber textos de cor.

Amanhã, pelas 20h30 no Gaiás. Não escrevam isto num papel, simplesmente decorem-no.