Verbos: Presente de Indicativo

Temos ultimamente falado muito em pronúncia e vocabulário, mas…é a gramática? Para não dar muitos pontapés nela agora vamos explicar o verbo no Presente de Indicativo.
O verbo é o ovo de toda omelete, um elemento muito importante para comunicar e construir frases. Se sabemos conjugar, ganhamos fluência e a comunicação torna-se mais rápida.
Para quem não souber, nesta lição vamos dar umas dicas importantes e materiais de ajuda.
Neste vídeo (muito inspirado no lowcostismo, já agora) podem ver a conjugação dos verbos regulares, isto é, esses que mantêm a raiz inalterável ao longo da conjugação. Têm os modelos “falar”, “escrever” e “abrir” com música de samba.

Os verbos irregulares são aqueles que alteram a raiz ao longo da conjugação.
Podemos estudá-los neste vídeo e na ligação de mais abaixo.
No material que está aqui ao pé a explicação é dada pelo professor brasileiro Fábio Alves. Fala-se da conjugação dos verbos “ter” e “vir” e também a acentuação diferencial, quer dizer, quando é que devemos colocar o acento circunflexo. Nele há exercícios que podem fazer em casa. Treinem!

Nesta ligação podem ver o paradigma inteiro dos verbos irregulares, se calhar a parte mais difícil de decorar.
http://portugues.naat.pl/?p=89

Se tiverem dúvidas, podem ainda consultar como se conjuga um verbo qualquer no site da Conjuga-me, um referente no mundo dos recursos linguísticos para a aprendizagem. É só colocar o infinitivo! Força!