Ondjaki na livraria Ciranda

ondjakiUma vez, quando criança, provoquei magicamente uma cheia no rio Sar. Não foi de propósito, mas provoquei-a e peço desculpas. Talvez conte a história noutro post. Aquele tinha sido o meu primeiro e único contacto com a magia.

Eu nunca tinha invocado pessoas, até há uns meses. Estava na loja, pacatamete, a trabalhar, como muitos outros dias. Mas naquele dia, terminei de dizer a palavra On-dja-ki e, assim, como quem não quer nada, o Ondjaki apareceu. Juro!

E com toda essa magia, Ndalu de Almeida “Ondjaki” (que significa “guerreiro” em umbundu) voltará à livraria Ciranda, à volta do português pelas 20h no dia 28. Virá apresentar o romance Os Transparentes, ganhador da oitava edição do Prémio José Saramago. Um prémio que ganhou o Ondjaki e Angola inteira, por sinal.

Para quem estiver por fora destas coisas, deixo esta ligação.  O Ondjaki começa do zero, praticamente do abc: onde é que Angola fica, qual foi a história do país, quem faz literatura…E com esta introdução já ninguém andará meio desligado na quinta-feira próxima.

Literatura angolana, um “angolego” e bons momentos na Ciranda!