Gaiteiros de Lisboa em Ferrol

Na próxima terça às 22h, na praça de Amboage em Ferrol, teremos a oportunidade de ouvir os Gaiteiros de Lisboa, porque Ferrol está em festas, amigas. Ainda há pouco estive lá num casamento (sim, há quem faça isso) e já se respirava ambiente pré-festa. Sei lá, ou a festa era a que tinha eu no corpo.

Para aquelas pessoas que ainda cresceram como eu com o Xabarín Club não sei se as apresentações serão necessárias uma vez que diga Chula gaiteira. Para as mais novas (ou esquecidas) começo pelo princípio, que é onde nascem todas as histórias.

Os Gaiteiros de Lisboa são…de Coimbra (pois, acontece, como a Paris de Noia) e os seus integrantes tocam música tradicional portuguesa desde que fundaram a banda em 1991. Podemos considerar que são uma das formações mais representativas quanto à renovação e reinterpretação da música tradicional dentro e fora de Portugal na década de 90. Fizeram um trabalho pedagógico e militante imenso.

Eles não se deixavam escoitar desde há uns tempos e agora voltaram com novos membros e energias renovadas, mas vejam logo que o talento não devia ser pouco se os seus ex-músicos tocam na atualidade em grupos como Mayumana, Sebastião Antunes e a Quadrilha, Torga e os Trabucos…etc.

Com cinco álbuns e um ao vivo como CV artístico, em 2017 lançaram o seu mais recente trabalho: História. Este disco revisita canções da história do grupo. O diabo estava ronco…e agora acordou!

Cantos na Maré 2017

programa-completo

Chega um dos eventos mais importantes do nosso calendário: o Cantos na Maré. Este ano a edição vai ser, por assim dizer, uma homenagem e um reencontro com a África lusófona, depois de em 2016 termos perdido um dos grandes vultos da nossa cultura: Narf.

Cada vez que no Lusopatia aparecia o tag “Guiné”, confessemos, era por causa dele. O Narf era desses músicos com alma que foi capaz de fazer-nos ver que lá no fundo no fundo…a origem de todas as coisas é o continente africano. E assim chegaram a este blogue nomes como o de Manecas Costa, por exemplo.

Este vai ser um festival em grande. Amanhã começam uma série de atividades complementares que irão decorrer entre Compostela e Ponte Vedra:

  • dia 12: conversa e cantos com Manecas Costa (Guiné Bissau) na Casa das Crechas em Compostela às 22h30 (5 euros)
  • dia 13: oficina musical para escolares sobre cantos tradicionais brasileiros com Kátya Teixeira (Brasil) no Paço da Cultura de Ponte Vedra às 11h.
  • dia 13 também: Colóquio: O semba, matriz cultural de Angola com Paulo Flores (Angola) na livraria Paz em Ponte Vedra às 20h.
  • dia 14: oficina de canto alentejano com Celina da Piedade (Portugal) no Gramola em Ponte Vedra às 13h.

Como já falei das atividades…não sei se hei de falar do cartaz do sábado. Acho que conseguem adivinhar quem vai estar.

Com efeito: Manecas Costa, Paulo Flores, Kátya Teixeira, Celina da Piedade, as nossas Guadi Galego e Uxia e o músico espanhol Santiago Auserón. Todas estas pessoas atuaram na Galiza e temos por cá no blogue notícias suas que cheguem, é por isso que não vos quero aborrecer e vou apenas colocar uma canção, se me permitirem, do Narf com o Manecas, porque acho que é quase um dever.

Onde quer que estiveres…alô irmão “Narife”

Toques do Caramulo em Redondela

image Em novembro do ano passado os Toques do Caramulo apareciam entre as linhas deste blogue por vez primeira. O que eu não sabia é que eles andavam a fazer uma pequena digressão pela Galiza que ia durar até estas datas. A banda de Águeda chega a Redondela no marco do evento Rede de músicas soltas.

O melhor da música serrana volta à Galiza neste sábado 16 de abril no Auditório da Junqueira, pelas 21h.

A cumprir 15 anos de estrada, os Toques do Caramulo reinventam-se continuamente, fazendo música nova das velhas cantigas e levando o público a surpreender-se com o repertório esquecido da Serra do Caramulo. Com amplo reconhecimento nacional e internacional, este é um espetáculo de forte energia musical e interação com o público, fazendo de cada concerto uma grande festa para todas as idades.

Deixo-vos este vídeo. Achei um cenário muito fofo…