Cientista ou Científico?

Isto vai ser desses pequenos desvios que um corretor não vai ser capaz de sublinhar em vermelho. Talvez seja muito óbvio e possamos pensar rápido na resposta, mas cá vai ela, pelo sim, pelo não.

Cientista é a pessoa cuja atividade se desenvolve no domínio das ciências. É um substantivo.

Quem são as quatro cientistas portuguesas premiadas e os caminhos inovadores que estão a trilhar?

Deixo-vos cá uma notícia sobre as cientistas portuguesas premiadas. Nem tudo vai ser o Egas Moniz!

Científico/a é um adjetivo: O método científico é um conjunto de etapas ou passos que um cientista segue, numa sequência lógica e organizada, para estudar os fenómenos.

Se pensares, acontece o mesmo com:

Substantivo              Adjetivo

Documentário          Documental

Diplomata                 Diplomático

Glossário feminista

É comum no dia 8 de março (e nem só) dedicarmos neste blogue um espaço para a luta feminista.

Noutros anos fizemos uma playlist, jogos com diversas biografias…e desta vez não quisemos deixar passar a oportunidade de partilhar com vocês a explicação de alguns termos muito usados no feminismo. Muitos deles são em inglês e parece que chegaram para ficar.

Para quem gostar de ler, pode ver este glossário da Revista Capitolina. Eu usei também em aulas neste ano porque achei muito didático e correu muito bem.

Quem precisar de conteúdos mais visuais ou dinâmicos pode ver este vídeo e assim também fica a par.

Chegou a hora de verificarem o aprendido. Conseguem? Tenho este Passa a Palavra aqui para vocês. Força!

II Encontro de mulheres da lusofonia

É com incontido orgulho que venho por este meio anunciar o II Encontro de mulheres da lusofonia. Um espaço de reunião e partilha para mulheres que partilham(os) uma língua comum.

Este ano o tema será Mulheres, territórios e memórias.

 

Entre a Lila de Lilith, a Casa da palavra comum e a Casa das mulheres Xohana Torres temos um bom ciclo de palestras hoje, sábado e domingo.

Hoje e amanhã o programa decorre na livraria Lila de Lilith em Compostela. Hoje às 19h30 temos a projeção de Era uma vez um arrastão e o posterior colóquio com a realizadora, Diana Andriga, e Luzia Oca. Amanhã na mesma hora e lugar vão ser lidos poemas por escritoras galegas.

Na Casa da palavra comum, também amanhã, três palestras: Diásporas lusófonas na Galiza, com Jéssica Azevedo e Sónia Mendes da Silva; Entre o ativismo e a pesquisa: mulheres na resistência, com Diana Andriga e Teresa Sales e Entre o ativismo e a pesquisa: prisões políticas e democracia, com Luís Farinha e Mariola Mourelo.

E no domingo, na Casa das mulheres Xohana Torres, duas mesas redondas para partilhar ideias: Feminismos em Compostela Feminismos no espaço lusófono. Encerram o ato Maria Dovigo e Joana Sales.

Não têm como não gostar!