Falso amigo: lentilha

Lens_culirnarisNestes dias estou a lavar o meu cabelo com um champô natural feito a base de lentilhas. Comentei isto com uma amiga e tivemos um lost in translation, daí nasceu a vontade de criar este artigo.

O alimento poderoso faz parte da família das leguminosas, parente próxima do feijão, grão de bico, da soja e demais. Estudos de especialistas comprovam que ela está presente na alimentação dos povos antigos há mais de oito mil anos, sendo considerado o alimento mais arcaico desse povo. Consumido primeiramente no mediterrâneo, hoje em dia, ela é produzida e consumida principalmente na Índia, onde está presente na ementa diária da maioria dos habitantes. Para os indianos, a lentilha exerce o mesmo valor que o feijão na mesa dos brasileiros.

Há várias crenças relacionadas com as lentilhas. Na Índia, as mulheres deixam as lentilhas em infusão durante a noite e depois, com essa água lavam os seus cabelos. Pelos vistos esse é o segredo de um cabelo brilhante.

Uma das tradições do ano novo no Brasil e na Itália é tomar sopa de lentilhas antes da virada.  Assegura um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta supertição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes. Acredita-se que as pequenas sementes, circulares e achatadas como moedas, atraem boa sorte no âmbito financeiro.

Vou deixar-vos uma receita de Nhoque de lentilhas por se gostarem da mestiçagem culinária.

Agora que leram isto, estão a ver que dificilmente podemos meter uma lentilha num olho. Para melhorar a nossa vista usamos lentes de contacto (pelo menos eu, que me tocou ser míope)