Para além dos muros mentais: Fred Martins

11236857_631051503698193_6336626270721542068_nSérgio Tannus, Paulo Silva e Fred Martins fazem parte dessa pequena comunidade de músicos brasileiros em Compostela. Ando sempre a fazer reclamações. Digo que Compostela é uma cidade que todos os dias recebe visitantes, mas que poucos deles ficam ou poucos deles deixam um pouso cultural. Pronto, admito que também me engano e a prova é esta. Os músicos que anteriormente referi, vivem na cidade e andam muitas vezes envolvidos em projetos com outros artistas galegos. Fred Martins, por exemplo, tem trabalhado com Ugia Pedreira. Alguma vez postamos vídeos do disco Acrobata. E é assim que com estes pequenos convívios também quebramos muros, fronteiras mentais. O assunto de hoje trata disso, de ver para além dos muros. No dia 5 do corrente mês o brasileiro, prémio VISA ao melhor compositor do Brasil,  apresenta o seu novo trabalho Para além do muro do meu quintal. O título do disco é um dos primeiros versos de um poema de Alberto Caeiro (Fernando Pessoa) Noite de São João, portanto, já podemos espreitar aquele toque de lirismo que vimos em músicas anteriores. Podem ver neste trailer os depoimentos que artistas da sua geração e colegas fazem sobre o disco. Com o Fred estará no palco a cabo-verdiana Nancy Vieira, cantarão juntos a música O samba me diz, um desses clássicos que toda a gente devia cantarolar.

João Afonso e Fred Martins em digressão


Já começou, não vai ser surpresa para muitos, mas para as pessoas que, como eu, só se apercebem das coisas depois delas terem acontecido, fiquem a saber que ainda vão a tempo de assistir a um dos concertos que o João Afonso e o Fred Martins vão dar pelo país fora. O dia 23 estiveram na Casa das Crechas em Compostela, a quinta dia 2, estão no Ultramarinos, também na capital nacional, o dia 4 no bar Liceum do Porrinho e o 5 de Maio ruma o João Afonso sozinho para o Clavicémbalo, em Lugo.

Datas não faltam, vontade também não, e ainda que nunca fui apreciador de canção de autor, quem gostar, tem aqui uma bela oportunidade com uma das vozes mais importantes de Portugal, João Afonso. Na verdade o seu primeiro e último nomes são João Lima, mas ele nunca quis desertar do nome do meio, o materno, e esconder que é sobrinho do José, o Zeca, um ícone e Portugal e não só. Depois de começar carreira em 1996, não parece que seja preciso ir à sobra de ninguém, nem de ser submetido a injustas e arbitrárias comparações. Com uma sonoridade corajosa, que arrisca misturar clarinete, guitarras eléctricas e cavaquinhos o resultado é uma música própria, do João Afonso. Ainda por cima podemos desfrutar dele a contracenar com o “nosso” Fred Martins, um brasilego que não por ter aparecido muito por este blogue vamos deixar de recomendar.

Ugia e Fred no Santiautor

O segundo concerto da feliz união entre a Galiza e o Brasil, tendo como protagonistas a Ugia Pedreira e o Fred Martins, acontece dentro do festival compostelano Santiautor, no Pub SonaR de Compostela a quinta-feira 15 de Março pelas 22 horas, com bilhetes entre os 8 e os 10 euros. O festival já teve algumas edições anteriores e, como é hábito neste tipo de eventos musicais em inverno os concertos decorrem em diversos locais da capital nacional. O Santiautor começou com a actuação de Marwan e vai terminar dia 29 com Andrés Suárez, no meio, é o turno para Ugia Pedreira e Fred Martins que sentam como uma luva num evento que visa dar destaque a compositores e não bandas, sem voltar ao cliché antigo do “cantautor”. Para quem quiser ficar por dentro de tudo o que resta têm uma página no facebook, coisa que acho de mau gosto, pois é uma rede privativa na que não pode entrar toda a gente, é sempre melhor fazer um pequenito site, ou um blogue, haja menos preguiça.

Em relação ao nosso duo, muitos dos nossos lusópatas já conhecem e outros (certeza que mesmo quase todos) já os viram ao vivo, mas aconselho muito a repetir, fazem uma mistura entre música popular galega, bossa-nova e outros ritmos do Brasil, onde os sotaques, as palavras e os sons se confundem para fazer qualquer coisa de original que nos envolve logo à partida. Assistam porque é bem melhor ouvir que falar em música, ao que parece.

Sementes de música

Hoje vamos dar destaque a um concerto, mais um. Fica mesmo a calhar poder juntar o útil ao agradável, porque este não é um concerto como os outros, alguns dos mais cotados músicos do país, com uma trajectória que carece de apresentação, juntam-se a duas grandes contratações vindas do Brasil, mas que levam tempo, um tempão mesmo, entre nós.

Uxía Senlle, Ugia Pedreira, Guadi Galego e Guillerme Fernández sobem a palco esta sexta-feira, pelas 21 e meia, no Auditório da Galiza, para contracenar com os brasileiros Sérgio Tannus e Fred Martins. Não se juntam por acaso, os fundos angariados pela actuação vão na íntegra para o projecto Semente, uma escola de ensino em galego, promovida pela Gentalha do Pichel, que anda a dar os seus primeiros passos em Vista Alegre, na capital. A Escola Semente é uma iniciativa que visa educar os mais pequenos em galego, e com valores como o assemblearismo, a laicidade, o respeito pela natureza e pelo entorno social em que vivemos, é sempre mais difícil mas mais prático fazer coisas e não estar à espera delas acontecerem.

Como é por uma causa bem nobre, quem não puder vir (tenho mesmo pena) pode comprar o bilhete na mesma (há uma fila 0) e fica a fazer possível o sonho de ver crescer a Semente.

Deixo-vos com uma bela amostra do que se vai ouvir, pronúncias diferentes, uma língua e tudo à mistura dá em coisas lindas como esta, a curtir.