Grândola na USC

Neste blogue temos falado sobre conexões históricas entre a Galiza e Portugal no 25 de Abril. Celeste Caeiro ou Durán Clemente ocupam muitas linhas dos nossos posts. Uma conexão histórica é também o facto de que o hino da revolução portuguesa fosse estreado na USC no ano 1972, e este é um dado que muitas pessoas desconhecem. Não é por acaso que tenhamos no coração do câmpus compostelano centros sociais e parques com o nome do cantor do Grândola.

Neste 2022 fazem-se 50 anos daquele concerto emblemático e nesta terça às 19h a Faculdade de Filologia da USC organiza uma homenagem. Deixo-vos cá o cartaz com o programa.

O ato tem duas partes. Como abertura haverá um colóquio entre diferentes testemunhas ou responsáveis daquele concerto do Zeca em Compostela. Zélia Afonso (viúva do cantor), Maite Angulo (fez parte do grupo de estudantes que organizou o concerto), Emilio Pérez Touriño (que apresentou aquele evento), Francisco Fanhais (presidente da AJA) e Suso Iglesias, jornalista que conduzirá o colóquio.

A parte mais festiva será apresentada pelo Carlos Blanco e contará com as vozes da Uxía, João Afonso (sobrinho do cantor), Nacho-Faia-Lar, Couple Coffee e Xico de Carinho.

Advertisement

Jornada Clássica Galaico-portuguesa

Eu tenho um fraquinho pelo mundo clássico, toda a gente sabe. Sou dessas pessoas que defendem aquela máxima de Nihil novi sub sole. Todas as modernices…já foram feitas na Grécia e Roma antigas, nós pouco inventamos.

O estudo do latim e do grego foi fulcral na minha formação, não imagino ser filóloga sem amar isso. A visão do mundo que me deu traduzir estas línguas é para mim uma experiência impagável e sempre me perguntei como é que seria o ensino destas línguas noutros países ou qual é o peso cultural que lhe é atribuído a este acervo.

Estas matérias, junto da Filosofia, são normalmente muito marginalizadas nos nossos curricula escolares. Tenho pena disto, porque é sempre bom sabermos quais é que são os fundamentos da nossa cultura.

Gostei de saber que uma nova iniciativa nasce para revisitar os clássicos e fazê-lo de uma ótica galego-portuguesa. Temos hoje a I Jornada Clássica Galego-portuguesa na Faculdade de Filologia de Compostela às 18h onde pessoas relacionadas com os estudos clássicos da Galiza e Portugal falarão  no Salão de Graus da faculdade. Serão tratados aspetos como a tradução, o ensino, a edição e toda a força inspiradora que autores clássicos deixaram na literatura mais contempoânea.