Primeiro encontro de Lusópatas

 

Este é, sem dúvida nenhuma, o artigo mais bizarro que tenho feito em anos. Não sei como se sentiu o Justin Bieber quando ouviu pela primeira vez a palavra “belieber”…mas começo a ter uma ideia.

Como não pensamos nisto antes? Uma conta no Meetup, vontade e paixão pelo português foi o que levou a Roberto Brenlla, estudante de português da EOI que morou na infância no Brasil, a organizar isto tudo. Falo do Primeiro encontro de Lusópatas na Corunha.

O evento vem definido como “Encontros em português. Grupo para praticar a língua portuguesa em todas as suas variantes. Não importa o nível. Nativos de países de língua portuguesa são muito bem-vindos, mas também pessoas de cá sem qualquer relacionamento prévio com ela. A vantagem do português é que se pode começar por falar galego e ir a pouco e pouco modificando-o até conseguir falar português como língua própria”. Eu não o poderia explicar melhor.

Então, se tiverem tempo e vontade no dia 31 às 20h podem ir ao Mandatory Galera na Corunha e meter dois dedos de conversa. Eu até estou a pensar em pintar as unhas, amigas!

Luzotopia

LuzotopiaÉ com grande gosto que escrevo um post como este. Um post para explicar que dar aulas não é só transmitir conteúdo, é também envolver pessoas nesse conhecimento e deixar essas pessoas se exprimirem.

Luzotopia é uma exposição fotográfica que tem como tema a lusofonia. Recolhe os olhares das e dos estudantes da EOI da Corunha sobre a lusofonia. É sempre lindo termos uma visão de fora, ter uma focagem diferente da nossa.

A ideia nasce da necessidade de expor algumas inquietações culturais dos estudantes de português e da vontade de mostrar experiências próprias em diferentes lugares de Portugal, segundo afirmam.

De 22 de abril a 10 de maio, na entrada da escola poderemos ver estas imagens, imagens de nós próprios fora de nós. Quem não puder dar um saltinho, ainda pode consolar-se e ver parte delas neste blogue: portuguesmaisquepalavras.wordpress.com