Sílvia Sobreira: a afinação e o ensino de música no Brasil

 

maxresdefault

Sílvia Sobreira é uma brasileira perita em afinação e desafinação. Sabemos que cantar afinado é uma arte que nem todo mundo consegue dominar. De acordo com esta doutora, alguns distúrbios psicológicos podem propiciar a desafinação, mas isto não significa que um desafinado nunca chegue a afinar. Ela acredita em que a afinação é uma habilidade que se pode aprender e treinar.

12348046_1089359924431589_7398152965654098902_nO seu livro, Desafinação Vocal, editado por Musimed em 2003, foi muito utilizado por professores de música e diretores e diretoras de coros brasileiros. Professora nos cursos de Grau da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro-UNIRIO, amanhã fará uma master-class na Casa do Rock, com inscrição prévia.

Toda a gente gosta da música, mas pouco sabemos de como é o ensino dela e ainda menos como é que isso é no estrangeiro.wp-1450364854823.jpg

O Brasil, um gigante musical, é um país muito criativo e que sabe também adaptar aqueles estilos musicais de fora que lá chegam. Contudo, só em 2008 a música entrou como disciplina obrigatória nas escolas do país. Quais os desafios dos professores e professoras? Qual a metodologia? Estão as escolas bem equipadas? De todos estes aspetos e ainda outros vai falar a Dra. Sílvia Sobreira amanhã no CS. das Fontinhas em Compostela às 19h30.

 

 

 

Anúncios

Jornadas de português na Ciranda

Documento-1 (1)Queres introduzir uma linha de português no teu centro e não sabes como? queres saber como lhe está a correr a outros e outras colegas? Gostavas de introduzir algumas noções de português na disciplina que lecionas? Este é o teu curso!

O Parlamento galego aceitou a Iniciativa Lexislativa Popular (ILP) “Valetín Paz Andrade”, pela qual o português terá uma maior presença no marco educativo galego. A empresa Ciranda organiza umas “Jornadas de Português” o sábado 18 de janeiro en Santiago de Compostela sobre este tema.
A Ciranda começa o ano com uma aposta forte. O pessoal do quadro da empresa pensou que havia uma carência neste tipo de formação, porque no diálogo dia a dia com o corpo docente, vinha à tona este assunto muitas vezes. Esperemos que após receberem as informações do curso, muitos professores e professoras deem um passo à frente na introdução do português no ensino na Galiza. Vamos fazer figas!
O curso, homologado pela Xunta, está focado nos professores interesados em dar aulas de português. Explicar-se-ão tanto as vias para introduzir o idioma luso na escola como o  resultado da experiência em centros onde já é lecionado. Podem ver o programa na imagem de acima, mas para terem um bocado mais de dados, informo que estarão alguns vultos imprescindíveis, as pessoas que mais têm reflectido sobre a importância da língua portuguesa e das melhores maneiras para os alunos e alunas se achegarem a ela sem preconceitos.
 Os autores do livro “O galego é uma oportunidade” Valentim Fagim e José R. Pichel serão palestrantes nas jornadas e também Eduardo S. Maragoto, autor de “Como ser reintegracionista sen que a familia o saiba”. Eu estou com muita pica por saber o que tem para dizer o pessoal todo do programa.