Ana Moura em digressão

ana-moura_2016_moura_fadista-1
Compostela não descansa e hoje teremos o concerto da fadista de Coruche, Ana Moura. Para aquelas pessoas que ainda não arranjaram bilhetes…há também oportunidade de vê-la em Vigo no Auditório do Mar no dia 25 deste mês.

Pronto, já sabem que eu não sou grande apreciadora de fados e talvez por isso Deolinda, António Zambujo e Ana Moura sejam os exemplos de fados que eu mais gosto, porque são vozes novas que dão uma nova linguagem ao género musical português.indice

Ana Moura é dessas artista é que conheceu a vocação de uma maneira muito precoce. Os pais já cantavam e portanto ela sempre teve um convívio muito natural com a música. Em écopas liceais esteve em várias bandas de covers e até cantou rock, mas a boca da fadista resolveu terminar por cantar fado, porque é assim, as bocas fogem para a verdade.

Desfado, o seu último disco, é quase uma declaração de intenções. Um disco integramente composto por temas originais que a levou a cantar em grandes palcos por todo o mundo.

O single do mesmo nome, Desfado, é uma ferida ainda aberta para mim. Numa das viradas da minha vida, alguém que nunca mais vi despediu-se de mim com esta canção. A letra tem, a meu parecer, a beleza do gume de uma navalha.

Hoje não tenho saudades. As coisas acontecem e sempre são para melhor.

Hoje em Compostela, no Auditório da Galiza às 21h e…depois em Vigo!

 

Desfado nos sentidos com Ana Moura

Ana Moura

Ana Moura

Verdade seja dita, não gosto de fado, é melhor que se diga antes de ser cruelmente julgada, mas como o fado é a expressão musical portuguesa mais reconhecida internacionalmente, chega só darmos uma vista de olhos pelo site da nossa convidada no Lusopatia, Ana Moura, para percebermos a magnitude da projecção internacional da fadista santarense, a digressão não deixa canto do mundo por visitar. Ana Moura chega a Compostela, ao Auditório da Galiza, e vai apresentar o novo trabalho “Desfado” às 21 do dia 22 de Fevereiro, ainda há bilhetes à venda.

Fadista que gosta de “várias canções” e que já colaborou com os Rolling Stone e Prince, vai surpreender no Auditório da Galiza, a próxima sexta-feira, o público galego, que vai desfrutar do novo fado, o fado tradicional e até os temas em inglês. Porque no novo disco, “Desfado”, e como o nome indica, foge um bocadinho ao tradicional e tem temas escritos pelo Manel Cruz dos Ornatos, Pedro da Silva Martins dos Deolinda e pela Luisa Sobral, entre outros. Uma bela chance para sentir a alma e a “garra” da Ana Moura no seu melhor, a embrulhar na voz de fadista as palavras dos melhores poetas.