Estrátegias comunicativas para guias de turismo

1782184_482452255194159_1229318969_nNormalmente quando temos de comunicar numa língua próxima da nossa encontramos muitas facilidades e temos tendência para pensar que a nossa comunicação é muito boa, mas…será que isto é mesmo assim? Quando nos dirigimos a um público de língua portuguesa podemos fazê-lo muito melhor, evitando erros muitas vezes bastantes graves.

Com este espírito, Ciranda à volta do português faz um curso de formação de 6h para pessoal do sector turístico, porque o turismo de qualidade quer uma comunicação de qualidade. As pessoas interessadas podem enviar um correio a ciranda@ciranda.pt e irão receber informações sobre como formalizarem a inscrição.

O programa é muito atraente porque vai àqueles pontos fracos que os galegos e as galegas temos e também reforça a ideia da nossa vantagem. Com uma focagem dinâmica e lúdica, este curso promete não deixar ninguém indiferente.

É guia? não perca esta oportunidade de melhorar!

Jornadas de português na Ciranda

Documento-1 (1)Queres introduzir uma linha de português no teu centro e não sabes como? queres saber como lhe está a correr a outros e outras colegas? Gostavas de introduzir algumas noções de português na disciplina que lecionas? Este é o teu curso!

O Parlamento galego aceitou a Iniciativa Lexislativa Popular (ILP) “Valetín Paz Andrade”, pela qual o português terá uma maior presença no marco educativo galego. A empresa Ciranda organiza umas “Jornadas de Português” o sábado 18 de janeiro en Santiago de Compostela sobre este tema.
A Ciranda começa o ano com uma aposta forte. O pessoal do quadro da empresa pensou que havia uma carência neste tipo de formação, porque no diálogo dia a dia com o corpo docente, vinha à tona este assunto muitas vezes. Esperemos que após receberem as informações do curso, muitos professores e professoras deem um passo à frente na introdução do português no ensino na Galiza. Vamos fazer figas!
O curso, homologado pela Xunta, está focado nos professores interesados em dar aulas de português. Explicar-se-ão tanto as vias para introduzir o idioma luso na escola como o  resultado da experiência em centros onde já é lecionado. Podem ver o programa na imagem de acima, mas para terem um bocado mais de dados, informo que estarão alguns vultos imprescindíveis, as pessoas que mais têm reflectido sobre a importância da língua portuguesa e das melhores maneiras para os alunos e alunas se achegarem a ela sem preconceitos.
 Os autores do livro “O galego é uma oportunidade” Valentim Fagim e José R. Pichel serão palestrantes nas jornadas e também Eduardo S. Maragoto, autor de “Como ser reintegracionista sen que a familia o saiba”. Eu estou com muita pica por saber o que tem para dizer o pessoal todo do programa.

Ondjaki na livraria Ciranda

ondjakiUma vez, quando criança, provoquei magicamente uma cheia no rio Sar. Não foi de propósito, mas provoquei-a e peço desculpas. Talvez conte a história noutro post. Aquele tinha sido o meu primeiro e único contacto com a magia.

Eu nunca tinha invocado pessoas, até há uns meses. Estava na loja, pacatamete, a trabalhar, como muitos outros dias. Mas naquele dia, terminei de dizer a palavra On-dja-ki e, assim, como quem não quer nada, o Ondjaki apareceu. Juro!

E com toda essa magia, Ndalu de Almeida “Ondjaki” (que significa “guerreiro” em umbundu) voltará à livraria Ciranda, à volta do português pelas 20h no dia 28. Virá apresentar o romance Os Transparentes, ganhador da oitava edição do Prémio José Saramago. Um prémio que ganhou o Ondjaki e Angola inteira, por sinal.

Para quem estiver por fora destas coisas, deixo esta ligação.  O Ondjaki começa do zero, praticamente do abc: onde é que Angola fica, qual foi a história do país, quem faz literatura…E com esta introdução já ninguém andará meio desligado na quinta-feira próxima.

Literatura angolana, um “angolego” e bons momentos na Ciranda!

Cremildo Bahule

5273_138199306367836_1174885211_nO ensaísta e escritor moçambicano, Cremildo Bahule, estará um tempo connosco na Galiza. Ontem esteve na EOI de Vigo e a próxima semana estará na Ciranda. Ficará na residência de escritores da Axóuxere Editora, em Leiro, Rianjo.

Realmente é fantástico fazer artigos e que apareça Rianjo entre as palavras. A minha metade rianjeira não pode estar mais feliz. Uma residência para escritores e escritoras! que ideia maravilhosa dos Axóuxere para promover a criação e perder o medo à página em branco.

De facto, o escritor está a fazer uma pequena turné galega. Hoje estará na biblioteca de Rianjo para ler Nação Laranja (18h). No dia 16, na livraria Ciranda, o Cremildo falará sobre estética literária (similaridades e contendas entre Literatura Moçambicana e da Galiza). Além da palestra, recitará versos acompanhado de Fran Pérez, NARF, que também interpretará alguns dos seus temas temas mais ‘moçambicanos’. Marquem nas suas agendas: dia 16 às 20h na Ciranda.

E nos dias 25 e 26 fará um pequeno ateliê de escrita criativa em Rianjo no auditório. Dia 25 é de tarde, de 19h a 21h30 e dia 26 é de manhã, de 11h a 13h30.

Paulo Soriano na livraria Ciranda

Esta sexta-feira, na livraria Ciranda em Compostela poderão conhecer um bocado mais a literatura do Brasil. A proposta que se faz, desta feita, está centrada nos géneros de terror e ficção científica e no escritor Paulo Soriano.

Pelas 19h30 começará o colóquio, apresentado por Rodrigo Vizcaíno, da Urco Editora.

935821_4876789120002_619358435_nPaulo Soriano é advogado e contista amador. Nascido em Itabuna-BA, reside em Salvador, onde exerce o magistério superior e a advocacia pública. Mantém na internet o sítio “ContosGrotescos“, uma página de literatura de terror.

Autor das coletâneas “Contos Grotescos”,  “Histórias Nefastas”  e “Contos Galegos”. Organizou  também as coletâneas “Irmandade das Sombras” e “I Concurso Literário ‘Contos Grotescos’ – Prémio Edgar Allan Pöe”

Nós já conhecíamos um bocado o seu labor, graças aos volumes que a Imperdível disponibiliza. Mas a relação do escritor com a Galiza vem de antigo, dos tempos em que não usávamos internet.

Paulo Soriano é um brasileiro que chegou a saber da Galiza por acaso, como tantos outros. A descoberta foi num “botequim” de um galego. No balcão havia um jornal do outro lado do Atlântico que começou a ler com muita curiosidade, estava escrito na nossa língua. Foi assim que iniciou uma relação de procura e indentidade com a Galiza. Podem ler parte dos seus posicionamentos na entrevista que lhe foi feita no PGL.

Vampiros, lobisomens, fantasmas… Não percam esta oportunidade de se arrepiar!

Jantar africano na Nave de Vidán

cachupaEste fim de semana teremos a oportunidade de estar mais em contacto com diversos aspetos das culturas lusófonas. Para os amantes dos livros e do artesanato, na Romaria Pop de Belvis este sábado, haverá uma banca da Ciranda, com livros para grandes e pequenos. O bom tempo e as atividades propostas por Desconcierto Cultural irão propiciar uma agradável leitura na relva.

Mas o objetivo deste post é, por melhor dizer, culinário. Nesse mesmo sábado (ai, deus, a Ciranda não para) a Ciranda organiza também um jantar africano às 22h no restaurante-espaço cultural A Nave de Vidán. Com o intuito de dar a conhecer melhor os cursos aPorto 2013 e mostrar a programação do curso, poderemos degustar o melhor da gastronomia africana. Já estamos com água a crescer.

A ementa é:
– entrada de camarões picantes à africana;
– cachupa (e cachupa vegetariana, se houver pedidos), acompanhada com arroz branco;
– moamba de galinha, com pirão e funje;
– sobremesa de creme de farinha de milho e abóbora-menina.
– café e licores

Bebidas incluídas: Vinho português Quinta do Corujão ( Dão – Beiras, Portugal), água, refrigerantes…
O preço com vinho/bebidas, sobremesa, café e licores incluídos é de 15 EUROS. O preparo é responsabilidade das mãos da Senhora Filó, uma fantástica cozinheira angolana que vem diretamente do Porto para cozinhar cachupa caboverdiana e muamba de galinha de Angola.
Carlos Mendes Pereira levará a magia da música dos PALOP à sobremesa, para encher de ritmo a sala e favorecer as nossas digestões.
Qualquer pessoa pode participar neste jantar, de facto se ainda não se inscreveu num dos cursos aPorto 2013, mas está interessado/a pode habilitar-se a ganhar uma vaga, porque far-se-á o sorteio duma vaga.

Reserve no evento da Ciranda do Facebook  ou no seguinte endereço até dia 13 de junho: loaira.ciranda@gmail.com

Luandino Vieira e cravos em Compostela

164276_4535442386547_563500673_n

Dois eventos confluem nesta próxima semana: o dia do livro e  o 25 de abril.

A livraria Ciranda, em Compostela, sabe aproveitar bem isto. Uma livraria especializada em livro em português tinha de ser capaz de unir estas duas datas. No dia 24, pelas 19h30, organizará uma festa para comemorar a Revolução dos cravos com o melhor dos programas. Salgadinhos, pastéis de nata, vinho do Porto, cravos e Luandino Vieira.

Trazer o Luandino Vieira a Compostela é verdadeiramente uma demonstração de persuasão da equipa Ciranda. O escritor angolano leva anos desaparecido da vida pública. Desta vez fará uma exceção e virá falar à Ciranda da editora Nóssomos, especializada em literatura angolana. Isto tudo irá ser acompanhado com a música de Uxía, Vítor Coyote e Rómulo Sanjurjo, A banda hospitaleira do Minho, por outras palavras.

Mas, para quem quiser seguir o calendário à risca e não deitar foguetes antes da festa, no dia 25 também haverá atividades. A Ciranda propõe uma cantada coletiva do Grândola no Obradoiro. Acheguem-se, tomem café e vão cantar. Nesse dia haverá descontos especiais!

Poesia brasileira em Compostela

Novos e frescos ares para a Lusopatia!

A livraria Ciranda em Compostela está a programar cada semana eventos culturais para criar um núcleo cultural forte e fazer com que as pessoas participem de uma visão da língua universal e útil.

Um espaço de encontro, debate e boas leituras. Bem haja para este projeto!

Ciranda Marcio AndreSeguindo o calendário de programações, esta quinta-feira, pelas 20h30 o poeta Márcio-André falará sobre os modos de inovação da poesia brasileira.

O poeta e editor Márcio-André introduzirá o público na poesia brasileira contemporânea e falará sobre a intensa atividade cultural que está a desenvolver atualmente na cidade de Santiago de Compostela.

Também informará sobre o catálogo da Confraria do vento, a editora que pela primeira vez e em exclusiva para a Livraria Ciranda, oferece os seus livros na Europa.

Então, venham esta tarde! uma jornada assoante e consoante!