Visita ao Portugal mais galego

Na literatura grega clássica, nas tragédias, havia um momento de anagnórise.

Em Édipo Rei, o Édipo desconhecia a sua identidade e num par de cenas tudo muda. A anagnórise é uma revelação que altera a conduta da personagem e obriga-a a formar uma idéia mais exata de si mesma e do que a rodeia.

Chegar lá fora e saber que estás dentro. Reencontrar-nos com alguma coisa que nos é própria…Este domingo a Gentalha do Pichel organiza uma pequena viagem a Castro Laboreiro, o Portugal mais galego.

Experimentar a sensação de ouvir falar as pessoas de Castro Laboreiro é muito recomendável: um galego do Sul, um português do Norte? questionar coisas é aquilo que nos faz cada dia mais livres e esta visita ajuda mesmo muito. Eu já fui quando estudante e recomendo altamente.

O investigador local, Américo Rodrigues, fará de guia por essas terras mostrando as brandas e inverneiras e contando também coisas sobre o cão de Castro Laboreiro, uma raça autóctone de cão de gado típica da zona de Melgaço.

A saída será às 8h30 da Escola La Salle (São Roque, Compostela)
A reserva de lugares é até dia 5 às 12h00 na Gentalha do Pichel (Santa Clara, 21) ou no correio gentalhadopichel@gmail.com
Os preços são populares: 17€ (20€ para não associadas à Gentalha ou colaboradoras Semente).