Estamos de aniversário!!

Dez anos…é muita fruta! Muito obrigada!

Advertisement

Mais um ano!

Por estas datas sempre aparecemos para dizer que cá estamos um ano mais. Sei que este 2020 foi e está a ser estranho. Assim é para muitos de nós.

O nosso blogue, que além de dar dicas linguísticas também fornecia informações sobre eventos lusófonos na Galiza, quer mesmo voltar a ter notícias sobre concertos, teatro, festivais, etc. Oxalá!

De qualquer maneira, mesmo escrevendo e publicando a outros ritmos, queremos agradecer todo o vosso apoio.

E, já de passagem, se quiserem recordar algum vocabulário sobre festas de aniversário, podem consultar este link.

Aniversário

Hoje o Lusopatia faz anos. É dia de festa e os nossos circuitos soltam faíscas!

Para festejar vamos deixar uma série de vocabulário útil:

  • aniversário, dia de anos, fazer anos: é o dia em que se completa um ou mais anos sobre a data de um acontecimento, pode ser o nascimento de uma pessoa, de uma entidade…Atenção! a expressão é FAZER ANOS, não é usado o verbo Cumprir para isto.
  • convites, convidar, convidados/as: se organizarmos uma festa, podemos enviar convites ou dá-los aos nossos convidados.
  • prendas, presentes: são as coisas oferecidas. Quando queremos poupar um bocado e dar presentes entre um grupo, podemos fazer o jogo do amigo oculto e manter o nosso anonimato.
  • na mesa pode haver copos, guardanapos, pratos, faca, colher, garfo, toalha de mesa…
  • o prato fundamental de uma festa de aniversário é o bolo, normalmente vai acompanhado de velas. Sopramos as velas e depois cantamos Parabéns pra você. No Brasil a canção é ainda mais interminável…O título da canção tem a ver com aquilo que dizemos às pessoas aniversariantes: Parabéns!
  • a sala pode estar enfeitada com guirlandas, balões, luzes

Temos agora mais um ano. Mas não nos sentimos velhos. Velhos são os trapos!

Cinco anos e um sorteio!

Chamamos Lustro a um Quinquénio, isto é, um período de cinco anos. O tempo que levamos este blogue e eu a namorar.

O nome vem do latim (Lustrum). A Lustratio era uma cerimónia de purificação muito importante na Roma antiga. Todos os cidadãos deviam acudir para não perderem os seus direitos.

Estes grandes fastos vinham acompanhados de um banquete e diversos rituais. Eu não tenho maneira de fazer o banquete, mas vou fazer um ritual de agradecimento. Cinco anos! tive computadores que duraram menos! Muito obrigada a todos e todas por cada leitura, clique, comentário, email de “olha, escreve sobre X”…isto só me dá mais vontade de continuar o caminho que há cinco anos comecei, mais por acaso que por convicção, e que aos poucos se tem convertido num dos meus grandes hobbies.

Qual é esse ritual de que vos falo? vou fazer um sorteio como todas as grandes bloguistas de moda, não isento de glamour e charme, mas sem amostras de batom envolvidas no assunto, fotos de comida macrobiótica ou selfies.

  • Como participar?

O Lusopatia vai premiar a fidelidade dos e das followers. Portanto, passo primeiro, tornar-se follower.

Só há que entrar no site e carregar no botão Seguir.

lusopatia

  • Como vai ser feito esse sorteio? É tudo um engano?

Meterei todos os nomes de quem me segue neste site de fazer sorteios. Assim, simples. Não tenho amigos notários para verem o processo, então, têm que confiar no meu bom fazer e pureza de coração. Já vos disse que este era um ritual de purificação.

Uma coisa é clara, não vai calhar cocó. Juro-vos: é uma máquina que aleatoriamente decide.

  • Qual é o prémio? uma perna de porco? uma iogurteira? um pau de selfie?

Tinham que ser coisas na onda lusopata, meus e minhas. Então, depois de pensar e com a ajuda da Loaira da Ciranda (obrigada, Loaira) decidimos que ia ser isto.

20151112_223003

As fotos, tiradas no “luso-covil”, não fazem jus ao prémio, aviso.

Duas chávenas da melhor das cerâmicas portuguesas: Vista Alegre. Pintadas à mão e cheias de cor, recolhem o espírito do nascimento do cinema português. São as chávenas perfeitas para uma sessão de café romântica ou uma sessão de café single (se sujares uma chávena não tens que lavá-la imediatamente, ainda resta outra)

Mas ainda não ficamos por aqui. Temos também um livro de tirinhas do Armandinho de Alexandre Beck. Armandinho é um menino rebelde, refilão, ternurento que enfrenta o pai e a mãe, dos quais só aparecem as pernas. Os 4 livros já publicados no Brasil são um imenso sucesso, atraindo um público juvenil e adulto.

Vai tudo dentro da caixinha com uma surpresa, qual mistério de Fátima, ainda não revelada.

  • Até quando?

Podem participar desde hoje até ao dia 19, que é a data do aniversário mesmo. No dia 19 às 23h55 acaba o prazo. Dias depois farei pública a decisão do site que faz sorteios nas redes sociais e também por cá.

beijinhos e sorte!

Fizemos um ano!

“Numa mão bombons e sonhos
Na outra abraços e parabéns” como diz a música de Vanessa da Mata.

Há um ano, uma tarde de novembro, quase como quem não quer nada nasceu este blogue. Foi feito para atender duas necessidades muito claras: espalharmos o bom uso do Ç e organizarmos uma agenda de eventos lusófonos. Na altura, o nosso primeiro post (Bom dia viajantes da língua) só foi visto por…nós.

Um ano depois e com 125 artigos publicados estamos muito satisfeitos com a resposta dos nossos leitores, que sempre nos surpreendem, dão dicas, corrigem (não somos infalíveis, quem nos dera!) e comentam. Ver cada dia as estatísticas e os países de procedência de cada visita é já quase um hobby e uma maneira de aprender geografia.

Vamos fazer um balance do ano, da nossa curta vida. Vamos recordar!

O post mais comentado: ficaram quites Falso amigo roxo e Falso amigo talher. Os falsos amigos trazem uma ou outra polémica às vezes. Mas da discussão nasce a luz.

O post mais lido foi sem dúvida nenhuma Falso amigo salsa com 1898 visitas, também Sepultura (964) e Lenços de Namorados (863)

Normalmente colocamos muitas ligações para facilitarmos o acesso à informação e esclarecer alguns temas. Os nossos leitores e leitoras carregaram insistentemente no Priberam, na Wikipédia, no Google e na Imperdível.

A página mais visitada deste blogue é a de Início (na verdade as outras são páginas estáticas) mas também teve muito bom acolhimento a nossa seleção de webs em Recursos.

A etiqueta com maior sucesso é, com certeza, falsos amigos, mas também: concertos, escrever, Compostela…

Mais uma vez, muito obrigada. Vamos planejar um belo futuro juntos, ainda mais lusópata.