9 palavras chegadas do México

Como é costume sempre que parto em viagem, deixo um artigo sobre o conteúdo do meu próximo destino. Será uma viagem longa, com um oceano para atravessar e a conexão lusófona que vejo é esta que vos trago.

Na língua portuguesa há muitas palavras de origem indígena de povos mesoamericanos. Desde os primeiros contactos dos habitantes originários com os europeus, algumas palavras que designavam novas realidades para estes últimos foram penetrando na língua espanhola e hoje são um património completamente universalizado.

Muitos desses termos vêm da língua nauatle, língua habitual dos astecas e idioma falado por mais de um milhão e meio de pessoas no México. Atualmente é das línguas originárias americanas mais bem documentadas e estudadas.

Deixo-vos com esta música antes de aprontar a minha mochila.

Advertisement

Algumas palavras que o basco nos deu

Como é costume cada vez que a escritora deste blogue faz uma viagem, é a hora de falarmos das conexões linguísticas com o meu último lugar de destino. Passei uns dias em terras onde é falado o euskara e fiz algumas pesquisas que quis partilhar convosco.

Não temos muitas palavras bascas no português, a presença de empréstimos do euskara é muito maior no espanhol por questões óbvias. Contudo, temos três palavras de uso muito comum na língua portuguesa que têm a sua origem na língua basca. Deixo-vos este breve infográfico, carreguem nas imagens para saberem mais informações.

O Marco Neves explica as coisas muito melhor do que eu. Tem feito várias entradas no seu blogue Certas Palavras sobre esta questão. Vou recomendar a leitura deste artigo.

Palavras heterotónicas português-espanhol

Há um tempo escrevemos um post sobre a acentuação gráfica em português. O nosso objetivo era fazermos um achegamento a essa questão ortográfica de maneira intuitiva. Podem ver o artigo 5 dicas para uma acentuação intuitiva e refrescarem alguns conhecimentos.

Hoje queremos colocar uma outra questão: o próprio acento, a tonicidade, a intensidade. Quando aprendemos português e somos pessoas galegas, muitas vezes deparamos com um desafio quanto a este assunto. Aprender português é muitas vezes reaprender a fonética de palavras com que levas a conviver anos.

Neste infográfico fazemos uma lista com as palavras heterotónicas mais habituais, indicando em letras capitais onde temos a intensidade.

Há um grupo de palavras heterotónicas bastante grande que se corresponde com cultismos de origem grega. Podemos fixar certas terminações na nossa memória que nos vão ajudar.

É a vossa vez, como é que se pronuncia Lusopata?

Como podemos saber o género das palavras?

Nem sempre é uma questão fácil, mas lá vão umas dicas.

A língua, como a sociedade, está sempre a experimentar mudanças constantes. Façamos que a língua seja capaz também de dialogar com todas as pessoas. É a vez de conhecermos o sistema pronominal não binário ou neutro: o sistema ELU. Podem consultar esta ligação para saberem mais.

Os acentos e o til de nasalidade

Neste post explicamos o que são os acentos e o til. Cada signo gráfico tem a sua função e tem a ver com como a acentuação gráfica marca também a abertura das vogais e a sua natureza.

Este artigo é complementado com 5 dicas para uma acentuação intuitiva e til de nasalidade.

Deixo-vos então este infográfico descarregável.

Com S

Quem está em contacto com várias línguas tem muitas vantagens. Ter muita acuidade visual e memória fotográfica ajuda muito na questão ortográfica, mas este é um post para aquelas pessoas que sentem que escorregam um bocado nas mesmas questões no momento de escreverem. Por outras palavras, estes são exemplos pouco intuitivos de palavras com a letra S.

Itália e Portugal: algumas conexões

O dia 25 de abril é feriado em Portugal e também na Itália. No país de “lo stivale” é o “giorno della liberazione” porque comemoram o fim da ocupação nazista. Suponho que num blogue como este é escusado explicar o motivo deste feriado em Portugal.

Recentemente tenho feito uma viagem à Itália e durante o percurso dei em mim a pensar nas muitas conexões entre estes dois países. Decidi criar este “livro” interativo de atividades onde vos explico um bocado algumas delas. Toquem, cliquem, reproduzam…!