O que a Galiza deu ao Brasil: pessoas galegas na História Brasileira

Os encantos e desencantos da Galiza e Portugal são conhecidos de todos. Há uns anos fiz um post sobre personalidades galegas que marcaram muito a história portuguesa e não queria deixar passar a ocasião de fazer o mesmo com o Brasil. É certo que temos um oceano inteiro que nos separa e, portanto, a distância não está do nosso lado, mas ainda vos quero mostrar alguns exemplos da presença galega no Brasil.

Antes de mais, uma pergunta no ar. Qual foi um dos primeiros instrumentos musicais europeus em chegar ao Brasil?

“E levou consigo um gaiteiro nosso com sua gaita. E meteu-se a dançar com eles (os indígenas), tomando-os pelas mãos; e eles folgavam e riam e andavam com ele muito bem ao som da gaita.”

Carta de Pero Vaz de Caminha ao Rei de Portugal, 1500

Uma gaita de foles! Dessa é que não estavam à espera! A família Luques leva anos a fabricá-las e a continuar uma tradição musical lá.

Começo então a apresentar algumas pessoas. Não se esqueçam de carregar nos botões para verem a interatividade de cada apresentação:

  1. Nélida Piñon. A escritora tem as suas origens em Cotobade.

2. Drauzio Varella é um vulto quanto à divulgação médica no Brasil. Está em várias redes sociais e com certeza alguma vez leste alguma frase dele sobre o discurso anti-vacinas e as pseudociências.

3. Caramuru, o pai da brasileiridade, terá origens galegas? Ou é só galego por ter pele clara e cabelos claros?

Em muitas regiões do país entende-se por galego uma pessoa com umas características físicas determinadas: alguém branco de olhos e cabelos claros. Isto tem uma justificação histórica, porque os galegos emigraram principalmente para a região de Salvador, onde a maioria da população é negra, como comenta cá o Diego Bernal.

O dia em que o Brasil comemora a sua independência pode ser um momento ótimo para focar os nossos interesses no país com mais falantes de português do mundo. Aproximadamente a extensão do Brasil é equiparável a umas 293 Galizas, portanto, não devemos esquecer que a cultura brasileira é também muito diversa.

Quem quiser saber mais sobre as relações Galiza-Brasil pode começar por esta documentação:

E não podemos esquecer estes dois livros imprescindíveis do Diego Bernal que estão na Através Editora:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s