Sequin e Surma no Arteficial

fb_img_1471911188669.jpg

Eu sou uma Ribadávia lover. O meu primeiro trabalho como professora foi nesse concelho e isso nunca se esquece. Se digo Ribadávia acho que ninguém vai precisar de mapa nenhum, todos e todas temos no nosso imaginário a vila por muitas razões culturais: A Festa da Istória, a MIT de Ribadávia…e agora também o Arteficial.

O Festival Arteficial é organizado por um grupo de jovens da região do Ribeiro, é sempre bom saber que existem pessoas novas com vontade de fazerem projetos novos. O evento tem caráter multidisciplinar e acolhe outras atividades como exposições, feiras e workshops.

Nesta edição poderemos ver duas bandas emergentes da música portuguesa. Dois projetos a solo. Dois projetos de mulheres: Surma e Sequin. Conheço uma e desconheço outra. Sequin é dessas imprescindíveis no meu Spotify. Surma ainda estou a começar a ouvir algumas faixas.

Surma: Débora Umbelino esteve em várias bandas e este é o seu primeiro projeto a solo. A miúda de Leiria, define-se como uma outsider. Começou a cantar no coro da igreja e costumava cantar em casamentos, mas hoje ninguém diria que aquela Débora e a atual sejam a mesma pessoa depois de tanta evolução e maturidade musical.surma

Surma é Noise e Experimental, uma sonoridade que anda à procura da sua própria identidade, mas é mesmo por isso que ainda emana aquela frescura do que é novo.

-Sequin: Sequin brilha como uma lantejoula :)  O projeto da alentejana de gema, Ana Miró, é também produto da fatoria da Lovers and Lollipops, de que tanto falámos neste blogue. Conheci as músicas dela no Sol da Caparica e no ano passado a Sequin também esteve na Galiza no Festival Osa do Mar, em Burela.SEQUIN-PR3_Ana Manuel

Ana Miró mora em Los Angeles, é a criadora de Sequin e também a voz feminina da banda Jibóia. A Ana tem aquela candura do retro americano, das melodias da década de 80. De facto, nos seus inícios fez covers da Olivia Newton John.

Beijing é a última música do seu disco, Penélope, e também um dos seus grandes hits.

Mulheres portuguesas na música eletrónica são raras, mas temos aqui, claramente, uma de grande qualidade!

Então…marquem presença no dia 3 em Ribadávia!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s