Os cafés

12974333_10154180430644617_6361081908116345189_n
Este é um artigo de auto-ajuda. Até porque eu nunca sei explicar isto, para quem não é consumidora de café é muito complicado fazer uma aula sobre os cafés em Portugal.
À semelhança de outros países, Portugal tem a tradição dos cafés. Em muitas vilas e aldeias do país há sempre um café central, bem como no centro do burgo que nos dá logo a perceção do encontro. Mas há cafés e cafés…Uns mais simples e outros mais elegantes ou com mais história.
Aconselho-vos vivamente a visitarem o Majestic, no Porto e a Brasileira, em Lisboa. Símbolos de cada uma destas cidades e quase a segunda casa de intelectuais, escritores, políticos, pintores…
Mas vamos ao ponto: a bebida. O café em Portugal é um elemento definitório nacional, ou mais do que isso, uma paixão. Qualquer estrangeiro que vá a Portugal poderá ficar um pouco perplexo com a enorme variedade de cafés que são pedidos num café ou numa pastelaria.
Eu não sou grande apreciadora de café, mas reconheço que quando vou a Portugal caio na tentação e aos meus lábios chega alguma chávena com aroma delicioso.
Entre os meus alunos e alunas existe a brincadeira de dizer que para saber pedir um café em Portugal faz falta obter um C1 do Instituto Camões. Passe a ironia, o assunto não está fácil para quem está a aprender porque existem diferenças entre o Norte e o Sul do país nos nomes, diferenças de nomes quanto a recipientes, temperaturas, quantidades…
Vamos então por ordem alfabética.
Abatanado: é um café um bocado polémico. Cada cabeça, sua sentença. Na minha opinião é como se bebêssemos duas bicas numa chávena maior.
Há quem diga que são duas bicas mais um bocadinho de água, outros dizem que é uma bica com um pouco de água. Também ouvi que é o mesmo que um duplo, que é um sinónimo de meia-de-leite…enfim…

 

Bica (no sul) e Café ou Cimbalino (no norte): é quase como um shot de cafeína. Pede-se uma bica quando se quer beber um café numa chávena pequena. Esta é, com toda a certeza, a modalidade mais tradicional e frequente.

Reza a lenda que o nome surgiu do café “A Brasileira” (logo no seu início), ao ver que as pessoas não gostavam tanto da tal bebida amarga, decidiram colocar na rua um aviso: “Beba Isto Com Açúcar”.

O nome “cimbalino” vem da marca de máquinas de café Cimbali, que foram as primeiras a serem introduzidas no país. Se estiverem por Compostela, a máquina do café Venecia é esta mesma, não admira que este bar seja conhecido na cidade por servir um dos melhores cafés.

 
Café cheio/curto: Um café cheio é uma bica com um pouco mais de café na chávena. Um curto é um café ainda mais forte que a bica.
Café com cheirinho: é desses nomes de café deliciosos. “Cheirinho” é umas gotas de “bagaço” (aguardente). Pode ser tomado até como digestivo, como fazemos na Galiza.
Carioca: é um “segundo café”: ao colocar-se o grão na máquina, tira-se um café mas não se enche a chávena. Só depois é que se tira outro café, com os mesmos grãos, mas desta vez vai sair mais fraco, pois foi tirado um antes, e aí sim, serve-se na chávena.
Descafeinado: é o café sem cafeína, para aquelas pessoas que querem dormir bem. Por vezes até ouvi “Nescafé”, assim com o nome da casa comercial.
Duplo: São dois cafés numa chávena maior do que a da bica. Bom, isto não é bem um “tipo” de café, é mais um tamanho, por melhor dizer…
Galão: é um café com leite desses de pequeno-almoço porque geralmente toma-se antes do meio-dia. É habitualmente servido num copo de vidro e desses cafés que quase “exige” uma torrada com manteiga.
Garoto (no sul) ou Pingo (no norte): é uma bica com um pouco de espuma de leite. Um café um bocado mais fraco do que a bica.
Italiana: um café bem forte. É servido numa chávena pequena mas com mais quantidade de café do que uma bica e um pouco menos de água.
Mazagrã: de origem argeliana, é uma bebida fria de café adoçado. É dito que é o “café com gelo original”. Na versão portuguesa podem usam café expresso, limão e rum.
Meia de Leite: é o mesmo que um galão mas em chávena grande e a mistura poderá sair um pouco mais equilibrada nas quantidades do que no galão.
Pingado: é uma bica com uma pequeníssima quantidade de leite frio.
 
Já sentem aquele cheirinho bom do café?
 
 
 

One thought on “Os cafés

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s