Falso amigo: ganga

índiceGanga. Normalmente associamos ganga com os EUA, mas um dado curioso é que este tecido, no início mistura de seda e lã, nasceu na França, em Nîmes. Daí a origem de outro nome que aparece muito nas revistas de moda: denim (tecido-de-Nimes)

Em princípio, quem importava esse tecido era a Itália, para confecionar as fardas dos marinheiros que trabalhavam no porto de Génova. Esses genoveses, chamados de “genes” pelos franceses, acabaram por ser chamados de “jeans” pelos americanos.

Na altura da corrida ao ouro na Califórnia, cerca de 1853, andava por aqueles lados um jovem judeu alemão, de nome Levi Strauss, que tinha começado por vender lona para as carroças dos mineiros e que, ao se aperceber que as roupas dos mineiros não eram adequadas para o desgaste que sofriam, levou um deles a um alfaiate e fez-lhe umas calças com o tecido que vendia para cobrir as carroças.387144_542494755775264_901789513_n

Inicialmente de cor castanha, as calças criadas por Levi Strauss rapidamente se tornaram um sucesso para os mineiros da Califórnia mas existia uma queixa recorrente: o tecido era pouco flexível. Então, Levi Strauss decidiu procurar ganga na Europa.

O primeiro lote de calças da Levi Strauss tinha como código o número 501, que acabou por se tornar no modelo mais famoso e clássico da Levi Strauss. Devagarinho, com o passar dos anos, as calças jeans foram sendo melhoradas. Em 1860 foram acrescentados os botões de metal. Em 1886 começou a ser cosida a etiqueta de couro na cintura das calças. Já a cor azul anil, tão popular nas calças atuais, só começou a ser utilizada em 1890 e foi, nada mais, nada menos, que um intuito de tornar a peça mais atraente. Os bolsos traseiros apenas fizeram a sua aparição em 1910.

gangaA popularidade mundial destas calças apenas começou por volta da década de 30, através de filmes de sucesso que retratavam os famosos cowboys americanos. A Segunda Guerra Mundial popularizou a imagem de virilidade que o tecido denim representava pois era utilizado nas fardas do exército americano.

Não é assim de estranhar que a expansão dos jeans na Europa se tenha dado após a Segunda Guerra Mundial. Depois do final da guerra, as calças que tanto sucesso tinham tido com os mineiros americanos tornaram-se num tipo de moda que, contrariamente ao habitual, tinha nascido do povo até chegar aos estilistas e não criada pelos estilistas para o povo. São usados em todos os continentes tanto por pessoas trabalhadoras do campo como da cidade, tanto pelos ricos como pelos pobres e curiosamente ainda mantendo as caraterísticas originais das primeiras calças feitas por Levi Strauss.

Se as calças de ganga forem muito baratas e a compra for vantajosa, diremos que é uma pechincha.

Anúncios

4 thoughts on “Falso amigo: ganga

  1. Obrigada!

    El Jueves 20 de febrero de 2014 0:00, Lusopatia escribi: WordPress.com carmesaborido posted: “Ganga. Normalmente associamos ganga com os EUA, mas um dado curioso que este tecido, no incio mistura de seda e l, nasceu na Frana, em Nmes. Da a origem de outro nome que aparece muito nas revistas de moda: denim (tecido-de-Nimes) Em princpio, “

  2. Pingback: Falso amigo: ganga

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s