Falso amigo: marchar

marcha atléticaNestes tempos natalícios de excessos na consoada, sempre estamos com promessas de fazer mais desporto.

Marchar é o principal exercício para iniciantes. Quando marchamos apoiamos toda a planta do pé no chão, e é isto que devemos fazer para deslizar. Iniciantes costumam imitar o movimento natural de caminhar apoiando primeiro o calcanhar e depois a ponta do pé o que não está correto, pois é necessário apoiar toda a base dos pés ao mesmo tempo no chão. 

Então, já sabem. Se o que realmente querem fazer é abandonar um lugar, usem a expressão IR EMBORA. Mas a Marisa Monte pede para ficar…

10 thoughts on “Falso amigo: marchar

  1. Pingback: Lusopatia - Falso amigo: marchar

    • Com efeito, é um significado que está recolhido. Não negamos isso.
      As línguas não as fazem os dicionários. Nem todas as palavras de uma língua aparecem no dicionário. E nem todas as que aparecem são de uso comum. Se procurar “cueiro” num dicionário de português, vai aparecer, mas o termo de uso é “fralda”.
      “Trampa”, “garoto” e “academia” são falsos amigos entre português de Portugal e do Brasil e não por isso dizemos que são línguas diferentes. Simplesmente é uma dica para perceber e sermos percebidos.

      • eu sempre digo “marcho“ ou “marchas?“ quando falo com lusófonos, e nunca tive problemas de comunicação. Não vejo nenhum motivo para privilegiar umas formas sobre outras (e ainda menos sobre as minhas próprias), quando todas conduzem o mesmo significado. Aí não há nada de falsos amigos, mas apenas variedade semântica. Nessa vossa teima luso-purista estades a estrangeirizar o português, porque excluídes dele o galego. E nisto há duas questões a colocar: uma, é necessário?, duas, quem vair tirar proveito disso?

  2. “eu sempre digo “marcho“ ou “marchas?“ quando falo com lusófonos, e nunca tive problemas de comunicação”

    Caro Galegomundo, também pode falar em espanhol com lúsofonos e não ter problemas de comunicação, dado a proximidade das duas línguas.
    A intenção deste artigo é clara, dar uma dica sobre usos reais da língua, marchar é falso amigo com o espanhol e se quiser é falso amigo também com o galego.
    Não é uma questão das suas experiências comunicativas individuais, e uma questão dos usos reais e majoritários na extensão da língua portuguesa.

    “Nessa vossa teima luso-purista estades a estrangeirizar o português, porque excluídes dele o galego.”

    Em relação a isso, não compreendo a conexão dessa crítica com o conteúdo do artigo nem com o conteúdo do blogue. Dizer “ir embora” é estrangeirizar o português?

    Boa noite,

    Ângelo

    • Em castelám não dizem “marcho“, mas “me marcho“. O verbo marchar, na segunda aceção dada no dicionário priberam on line (“pôr-se a caminho ou ir embora“), é a que o português da Galiza adoita para expressar a noção de deixar um lugar, que noutras variedades da nossa língua costuma exprimir-se com “ir embora“. Não são falsos amigos, mas apenas opções alternativas para exprimir o mesmo conceito. Pretender que este uso galego não é válido e que só o uso doutras variedades da nossa língua é válido é negar ao galego a sua condição legítima de variedade da língua portuguesa (ou galega). Se quadra para vós o português é uma língua estrangeira. Para mim, é a minha própria, embora prefira chamá-la galego e praticá-la com a riqueza que ela oferece na minha terra.

  3. Acho que está a julgar o livro pela capa.
    O objetivo não é mostrar conteúdos que as pessoas galegas já sabem. O objetivo é muito mais simples e pragmático.
    A natureza do blogue é servir como complemento a umas aulas, ajudar em exames oficiais, listar recursos e dar a conhecer eventos lusófonos. Acho que com isto já respondi a “quem vai tirar proveito disto?”.

    • Pido desculpas. Juzgué que este era um blogue de gallegos reintegracionistas y, consequentemente, tenía (el blogue) cualquier interés en demonstrar la unidad (en su variedad) gallego-portuguesa, mas de lo que apresentar el português como lengua extrangera y separada del gallego. Salud.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s