As horas

Com a recente mudança horária, esta semana lembrei-me do livro Momo. Não sei se tiveram a grande fortuna de lê-lo, se não o conhecem, leiam.
Momo é um romance do escritor alemão Michael Ende. Fala do conceito do tempo e de como é usado pelos humanos nas sociedades modernas.
A protagonista, que dá título ao livro, é uma miúda órfã com uma capacidade incrível para ouvir problemas. Ela luta contra os homens cinzentos, uns seres esquisitos que trabalham no Banco do Tempo e espalham entre a sociedade a moda de o poupar. Nesta história, o tempo é dinheiro, pode ser economizado e devolvido depois com juros. A miúda Momo vai ser um empecilho no intuito dos homens cinzentos por dominarem a sociedade. E vocês? conseguem poupar tempo?

Na vida existe o perigo de sermos seduzidos pelos ponteiros de um relógio, estarmos sempre de olho nele. A nossa sociedade está irremediavelmente sujeita a horários e prazos. Será necessário hoje aprendermos as horas para nunca chegarmos atrasados.

Não ficou claro o suficiente? esperem cinco minutos…e voltem a ver. Ai! quanto valem cinco minutos na vida!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s